Compliance está entre os riscos mais relevantes para as empresas

Clipboard with Checklist and Red PenO gerenciamento do risco operacional é a principal preocupação dos executivos que participaram do Seminário ‘Gestão de Riscos Corporativos’ da Amcham-São Paulo. No evento, que se reuniram cerca de 190 profissionais, 25,7% dos participantes da pesquisa apontaram o risco operacional como o mais relevante para a empresa. O risco operacional é entendido como a probabilidade de uma empresa sofrer perdas decorrentes de falhas de processos internos, pessoas ou eventos externos.

Outros riscos relevantes foram os de reputação e os de compliance (adequação às leis), que foram votados por respectivos 18,6% dos presentes. Parte do público votante também direcionou suas escolhas para os riscos de mercado [mudanças das condições setoriais que afetam todas as empresas] e estratégico [potencial de perdas causado por modelos específicos de crescimento], que receberam 15% dos votos cada.

Gestão de riscos

Para administrar todos os riscos inerentes à atividade empresarial, as empresas preferem montar estruturas próprias de gestão. Cerca de 33% das empresas responderam que têm um departamento exclusivo responsável pelo controle de perdas potenciais, mas 24% dos participantes disseram que a gestão de risco é tocada por uma área da organização ligada ao tema, como a Auditoria Interna.

Aproximadamente 22,5% dos executivos responderam que suas empresas não realizam ações nesse sentido, enquanto 20,5% revelaram não ter um departamento exclusivo, mas que “todas as áreas do negócio realizam ações pontuais de gerenciamento de riscos”.

Dificuldades e desafios

Além disso, cerca de um terço dos respondentes (32,2%) apontou o desenvolvimento de uma cultura de gerenciamento de riscos como a maior dificuldade que a empresa encontrou para iniciar o programa dentro da empresa. Outros 18,2% responderam que integrar essa prática junto às principais áreas de negócio da empresa foi a parte mais difícil.

Questões ligadas à identificação de processos e modelos mais adequados ao perfil da empresa (16,8%), convencimento da alta gestão para o tema (14%) também figuraram entre os itens mais lembrados pelos participantes.

Para desenvolver a gestão de risco nas empresas, 23,3% disseram ser preciso gerar ações efetivas para mitigar os riscos inerentes ao negócio. No entanto, desenvolver uma visão de médio e longo prazos, bem como ampliar o foco para além da área financeira, são dois grandes desafios que receberam, respectivamente, 22% dos votos dos profissionais.

Anúncios
Esse post foi publicado em Gestão Empresarial e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s